Não há duas sem três! * Hipertiroidismo

Acordei cedo, depois de uma noite mal dormida! Eram duas horas e estava acordada como se fosse meio dia, deitava-me na cama e sentia o coração a palpitar com força 'contra o colchão'! Pensei que tinha sido o café que tinha bebida às 2 horas da tarde anterior.
Mal acordei, fui tomar o pequeno-almoço, estava esfomeada! Depois lembrei-me de me pesar, tinha menos 1,5kg desde a última pesagem!! Boaaa, mas... estranho!
Soube de uma notícia 'menos boa', e comecei a ficar super preocupada, stressada, e ansiosa... e a notícia nem era assim nada de 'especial'!
Fui para o carro e não conseguia colocar a chave na ignição, a mão tremia! Parei e pensei ... vai começar tudo outra vez!! 

E assim foi, depois de analises de sangue, foi confirmado! 

Não ha duas sem três, bem vindo hipertiroidismo

É a terceira vez que me acontece, sempre depois das gravidezes. 

Os sintomas são estes que descrevi: 

* frequências cardíacas elevadas no repouso;
* perda de peso (a única parte boa ... o problema é que depois de medicada a probabilidade de aumentar de peso é grande); 
* agitação cerebral;
* ansiedade;
* alterações de sono; 
* exoftalmia (olhos saídos)
[... ainda não tive estes sintomas todos, porque sempre tratei a doença a tempo!]

 Mas posso-vos dizer que é como se a vida tivesse 'clicado' no botão: fastforward 
[Estão a ver o esquilo do filme - Pular a cerca - sou eu!]

Quanto à nutrição há muito a fazer! 

Existe uma 'associação entre o consumo de glúten', a doença celíaca e as auto-imunes da tiróide. Este assunto ainda vai dar 'pano para mangas'... mas o preconizado será: 

* Optimizar o status de vitamina D
* Diminuição de alimentos processados, açúcar e sal
* Eliminar todos os alimentos possíveis de implicar na auto-imunidade (glúten, leite, leveduras)
* Ingestão de alimentos anti-inflamatórios
* Não ingerir iodo
* Diminuir o rácio de omega 6/omega 3: procurar alimentos ricos em omega 3 ou suplementar.
... e uma boa gestão do stress (o mais difícil)

(além da medicação química para 'aniquilar' a fase ativa da doença)

Parece muita coisa, mas é fácil de planear, e com alguma vontade, também é facil de aplicar!  Espero ter resultados rápidos (mais rápidos que da primeira vez que levei cerca de 2 anos a normalizar). É claro, que existem outras indicações, mas devem ser individualizadas em consulta de nutrição! 

Este problema herdei de uma tia materna, mais alguém por aí com problemas de tiróide? 



'Coisas giras' que encontrei na internet acerca do hipertiroidismo! 



Este é o esquilo que vos falei.. 


'Graças à minha tiroide, já não sei que comer!'


Igual!! 











0

Pôr o marido a fazer dieta!

O Pedro magoou-se num joelho há cerca de 7/8 meses. Como tal, teve obrigatoriamente que deixar de treinar! Treinava cerca de 6x por semana: jogava squash, treinava PT com o Gonçalo e às vezes corria. 

No fim de semana passado estávamos a conversar acerca da roupa que ele ia vestir para o batizado da Pilar - que é já para a semana, no dia 5 de Agosto! Lá durante a conversa, ele resolve ir experimentar uma camisa que tinha planeado usar!! CHOQUE: os botões quase não fechavam!! 
Parecia uma 'salsichinha' ahaha [importa dizer que era uma camisa que lhe ficava bastante bem]. 

Pois é, neste período de tempo de sedentarismo - e menos controle alimentar - o Pedro engordou 8kg!! 8kg = 1 kg por mês! 

Então, a conversa foi a seguinte: 

Pedro: "Nádia ... ajuda-me, preciso de perder peso. A Pilar quando for crescida vai ver as fotos do batizado dela e achar que o Pai estava gordo!!"

Eu: [... eu só ria, porque é claro que também já tinha pensado nisso] ! Então tens uma solução, desenho-te um plano até lá. Ainda tens 12 dias, consegues perder 2 a 3kg, sendo que 1 desses kg são de 'asneiras recentes'! 

... Ele aceitou [no desespero]! E eu estou extasiada com o desafio!! Vá digam lá se também não vos ia dar um certo gozo 'colocar' o marido 'em regime militar'!! haha 

Já vamos no #dia4.
Fiz-lhe um plano com controlo dos glícidos (hidratos de carbono), com mais proteína, principalmente ao pequeno-almoço e nos lanches da tarde, retirei o glúten, o açúcar e os lácteoss!! Enfim, o plano não é nada de complicado, mas para quem estava habituado a comer 'sem limites, nem controlo', custa mais um pouco! Também ficou combinado que deveria treinar todos os dias (um treino adaptado ao joelho, é claro!), ou melhor, com apenas um dia de descanso na semana; e ingerir bastantes líquidos! 

Ele está super motivado! Tem se pesado todos os dias (que não foi indicação minha)!  Começou com 78,7Kg, já está com 77,6 [vou ver se se aguenta no fim de semana...]

Enfim .. acham que ele consegue atingir o objetivo?! 

Sigam-nos no instagram: @nadiabrazao e @pedrumiranda
Vou tentar colocar algumas refeições dele e as pesagens... 

E claro, torcer para que ele caiba na camisa!! 

PS * O Pedro sabe e concorda que estou a partilhar isto hehe 


No primeiro dia da balança: 




Um snack da tarde: 


Estes foram pequenos-almoços: 






0

Uma comunicação diferente - No Toastmasters

Quando o Chico me convidou para falar de 'mitos de nutrição' no clube dos Toastmasters, eu aceitei! [Como normalmente aceito outro pedido para conversar sobre nutrição].
Mas confesso que só depois de ter aceite é que parei para pensar: 'que a coisa ia ser diferente'!

Já me tinham explicado em que consistia este clube, mas confesso que tinha ficado com uma ideia um bocadinho simplista, do género: "é um grupo de pessoas que se junta todas as semanas para comunicar, e dessa forma melhorar a comunicação"! É isso, mas é mais que isso!

Enfim... quando se aproximou a data preparei uma nova apresentação, e fiz tudo o que devia ter feito, li, revi, e apresentei em primeira mão aos meus melhores espectadores: o Pedro, o Zé e a Pilar!
[Bem, na verdade, o Zé estava a jogar a bola dentro de casa, a tentar acertar no candeeiro; a Pilar fazia maratonas no corredor, a transportar um boneco pelo braço; ou seja, o Pedro era o meu verdadeiro espectador: ouviu, contou o tempo, criticou, fez-me apagar slides e depois aplaudiu!]

Convidei uma amiga para me acompanhar e dirigi-me ao local: era num restaurante/bar, o BlackBird que fica na estrada monumental... a conversa foi numa sala com cadeiras e mesas de aspecto antigo; num ambiente super simpático...!
Todos tivemos um copo de vinho de oferta. Pois era uma sessão Wine&Toastmasters.
Eram cerca e 20 pessoas, todas muito diferentes, de diferentes idades e diferentes profissões - o que na prática ajuda a enriquecer a sessão.

As sessões são organizadas ao minuto, onde cada participante tem uma função: um contador de tempo (que mostrava cartões: amarelo, verde e vermelho); um contador de bengalas; avaliadores das sessões; voluntários; comediantes... e apenas podíamos aplicar a escuta ativa [Nada de falar uns em cima dos outros]!

Aprendi que uso muitas vezes a bengala "está bem?!" [mais precisamente 36x numa sessão], que falo muito rápido [lol]; que não me posicionei bem! Mas que sou boa comunicadora [e gosto!]

Gostei tanto, mas tanto, que queria partilhar com vocês e dar-vos esta sugestão: sigam o grupo no Facebook, e aventurem-se a participar numa sessão [diversão garantida e muita aprendizagem!]





E se forem lá experimentem este bolo delicioso de limão e sementes de papoila!! [que foi o meu jantar :/ ]



Local e horários das sessões: 



0

#10 dicas: Cuidar da microbiota intestinal

Hoje falamos da nossa microbiota, trocando por miúdos: das bactérias que vivem no nosso intestino! 
O intestino é o maior órgão endócrino. Tem cerca de 10x mais bactérias e 100x mais material genético que o total de células do nosso organismo! Hoje em dia existem fortes evidências que comprovam que o intestino tem uma função hormonal e que é responsável pelo nosso comportamento alimentar. Ou seja, compreender o intestino, leva a uma melhor compreensão da obesidade e de outras patologias muito comuns. 
Mas hoje vou falar em disbiose: 
O que é? 
A disbiose é o desequilíbrio desta microbiota, que leva a uma desregulação da nossa 'mucosa intestinal'! 
Na disbiose ocorre o aumento da permeabilidade do intestino, ou seja, ele 'não filtra' tão bem o que ingerimos (quer seja a nível nutricional, quer de toxinas, ou de bactérias). 
Devido a esta alteração na permeabilidade pode ocorrer a endotoxemia, ou seja, a absorção excessiva de um composto designado de endotoxina, que é produzido pelas bactérias do intestino; mas uma vez que o intestino 'não filtra' bem, elas passam para o metabolismo, aumentando assim a probabilidade de inflamação crónica, e o aparecimento de doenças auto-imunes!! 
            Imagem daqui


E o que causa disbiose? 
O trânsito intestinal lento, stress, alimentos incorretos, consumo de álcool, desidratação, más digestões, o pH do intestino, o nosso estado imunológico, a idade, o uso de anti-inflamatórios e de antibioticos, etc. etc.
Então o que podemos fazer para cuidar do nosso intestino?! 
#1 Consuma mais quantidade de legumes e verduras
#2 Evite adoçantes artificiais incluindo sucralose e aspartame: pastilhas elásticas, gelatinas zero, iogurtes liquidos magros, produtos zero, etc. 
#3 Consuma prébioticos como: alho, cebola, repolho, cogumelos, amido resistente (por exemplo da biomassa de banana verde)
#4 Consuma próbióticos. Escolha suplementos com pelo menos 3 estirpes. 
#5 Consuma fontes de polifenóis como: cacau, mirtilo e chá verde. 
#6 Evite fastfood, excesso de glúten e alimentos industrializados. Consumo alimentos de verdade: batata doce, leguminosas, frutas, legumes. A batata doce é optima para a microbiota.
#7 Consuma sementes de abóbora. São uma boa fonte de magnésio e tem acção anti-parasitária!
#8 Use temperos como: oregãos e alecrim, são antifúngicas e antiparasitárias. 
#9 Consulte um nutricionista para ajustes nutricionais individuais e possível exclusão de alimentos que podem causar alergias ou intolerâncias.
#10 E persista, e não desista de um estilo de vida saudável. Este é um trabalho constante :)

E aí, como é que está o seu??? 

0

Cabelo e nutrição

    Queda de cabelo, perda de brilho, cabelos quebradiços, crescimento lento do cabelo... já aconteceu consigo?! Todos estes sintomas podem ser indicadores de deficiência nutricional! 

Deixo-vos aqui umas dicas para resolver este problema: 

  • #1 Ingestão correta de proteínas: carnes e ovos, quinoa e leguminosas como: lentilhas, feijão e grão de bico

#2 Omega 3: esta gordura é essencial para o crescimento do cabelo e fundamental para a saúde das membranas da pele e do couro cabeludo. Onde: peixes de água fira, sementes de linhaça e chia; se necessário suplementar [com um produto de qualidade]

#3 Magnésio: fortalece os folículos capilares e nutre o couro cabeludo. Onde? Outra vez nas leguminosas, e também nas sementes. 

#4 Ferro: este é particularmente importante, pois ajuda no transporte de oxigénio aos folicúlós capilares. Onde? Nas carnes e nos vegetais de folha verde escura como as couves, na beterraba e na salsa. Não se esquecem de adicionar uma fonte de vitamina C em simultâneo, ajuda na absorção de ferro e participa na formação de colagénio. 

#5 Betacaroteno: alimentos de cor alaranjada: cenoura, abobora, papaia. Este composto tem função antioxidante e ajuda a combater os radicais livres, ajuda na prevenção da queda de cabelo. 

#6 Vitaminas do complexo B: Ingerir sementes, leguminosas, carnes e vegetais (como podem ver, são fáceis de encontrar!)

Se quiserem suplementar, procurem um profissional de saúde para melhor vos orientar. 

  • Ou seja, podem escolher os melhores cosméticos, e o vosso cabeleireiro até pode fazer alguns 'milagres', mas a solução está no que escolhem para comer :D 


0

A escola do Zé: 'há males que vêm por bem'

Numa altura bem complicada para mim, decidi 'arrancar' o Zé do infantário onde ele estava.
Foi no início de Novembro, o meu pai estava internado num hospital em Lisboa; a minha mãe e o meu irmão estavam com ele; a Pilar tinha dois mesinhos... e o Zé coitado [que já não lhe bastava tanta mudança], mudou de escola!

Enfim, da noite para o dia, tivemos que encontrar uma escola para o Zé! O pânico!

Mas o Zé não saiu sozinho, saiu ele e outros 5 amiguinhos, e por orientação dos pais deles (que também estavam em pânico) falaram-me de uma escola que nos dava a melhor oferta para aquele momento: uma escola pública, onde poderiam continuar todos juntos, e assim não sentiriam tanto a mudança!

Confesso que nunca tinha ouvido falar dessa escola: Eleutério de Aguiar [tinha outros planos para o Zé]!
Mas lá foi ele! As primeiras semanas foram complicadas [principalmente para mim!], se calhar os primeiros meses até... mas para o Zé não! O Zé adaptou-se tão, mas tão bem, que hoje diz que quer ficar lá para sempre [não se preocupem, já expliquei que era só até ao quarto ano]

Esta escola é a única na região que também acolhe meninos com surdez, como tal, todos os meninos da escola aprendem Língua Gestual Portuguesa (e os pais também podem aprender)
O Zé tem vários amigos surdos, um dos quais o novo 'melhor amigo'... como tal, domina bastante bem a língua gestual. Com certeza uma competência que levará para a vida.

Confesso que as instalações não são a do 'hotel 5 estrelas' que ele estava habituado, mas o respeito pelo outro, o respeito pela 'diferença', e os valores humanos que aquela escola ensina..são sem dúvida uma mais valia!!

Mas estou-vos a contar isto hoje... porque hoje sairam as listas provisórias de colocações! E como podem calcular a minha ansiedade e a do Zé era muita, para saber se ele poderia continuar ou não naquela escola (porque não é a escola da área de residência)!!!
Mas ele ficouuu!! E nós estamos muito felizes!!!

Neste caso aplicou-se o 'há males que vêm por bem' (podia não ter corrido bem)!
Ele agora vai para o 1º ciclo, e nem sempre vai ser fácil, mas é muito importante o nosso conforto quando deixamos os nossos filhos na escola, e sabemos que eles ficam bem, que são felizes!!



Aqui a ser feliz no recreio! 




No arraial da escola a semana passada, a ouvir música com os amigos, e a partilhar maçarocas com a amiga do coração... haha 


0

#7 Dicas: Retenção de líquidos

Retenção de líquidos?! Pés inchados, mãos, pernas ou até o corpo todo inchado pela retenção de líquidos!!
O facto de ser comum, não implica que seja normal. Pode até significar que o nosso metabolismo está sobrecarregado e a tentar utilizar os seus sistemas de compensação.
Este sintoma parece estar relacionado o nosso estilo de vida e alimentação.

Então trago-vos aqui algumas dicas para reduzir esta sensação 'chata' de inchaço:

#1 Garantir a ingestão de líquidos diariamente

O chá verde ou infusões de dente de leão, hibisco, cidreira, abacaxi, limão e pepino. Ajudam a excretar o sódio e os líquidos em excesso através do aumento do fluxo de urina.

#2 Vitamina C

Aceleram o processo de eliminação de toxinas no corpo. Devemos ingerir por exemplo: limão, maracujá e morangos.

#3 Magnésio e B6 e Potássio

Muitas vezes a retenção também ocorre por alteração hormonal, muito tipico da TPM. Aumente a ingestão de alimentos ricos em magnésio: como leguminosas, sementes e frutos secos. 
Escolha também alimentos ricos em potássio, pois aumentam a excreção de sódio pela urina: podemos encontrá-lo aqui: abacate, banana e tomate.

#4 Composição corporal

A retenção de líquidos também está muito associada ao excesso de gordura no nosso corpo, tenha atenção ao seu peso. 

#5 Evitar alimentos industrializados, açúcar e sal

A quantidade elevada de sódio presente nos industrializados, contribui diretamente para a retenção de líquidos no corpo.Não é preciso eliminar o sal completamente, basta diminui-lo. Prefira temperos e ervas aromáticas, e escolher sais mais completos e menos refinados como por exemplo o sal rosa, ou o sal marinho. 

#6 Praticar exercicio fisico

Os exercícios estimulam a circulação sanguínea. [tudo o que se quer!]

#7 Investigar, investigar

Por vezes as intolerâncias alimentares podem levar também à retenção de líquidos. Fiquem atentos à digestão de alimentos como: gluten, leite ou ovo, por exemplo.

Espero ter ajudado, pelo menos a pensarem no assunto :D





0

O meu Cristo Rei Trail !

Queria vos contar um bocadinho sobre o meu Cristo Rei Trail!
Este ano fui convidada pela organização da prova, vulgo a Associação Desportiva Galomar, para participar na apresentação da prova [com uma 'conversa' acerca da nutrição durante o trail]; e para organizar um 'cantinho' de alimentos em cada posto de abastecimento das provas mais longas!!! Podia muito bem conter o meu 'entusiasmo', mas não consigo, para mim este convite era quase como... 'um sonho tornado realidade' ahaha!!
Escolher as ofertas para os postos de abastecimento facilitava a vida dos meus pacientes, mas acarretava a responsabilidade extra da 'satisfação' e garantia de bem estar de todos os outros atletas que eu não conhecia!! Como tal quisemos garantir que as opções mais 'comuns' não faltariam, apenas passaria a existir um Cantinho Saudável do Plano D - por Nádia Brazão'!

Pensei, e re-pensei e escolhi criteriosamente os alimentos para os postos de abastecimento. O objetivo principal foi o de escolher alimentos que: melhorassem a performance dos atletas, conferissem energia extra; que não causassem desarranjos intestinais; e claro, que fossem saborosos!

Queria por esta via agradecer mais uma vez o convite da ADGalomar, e dar os parabéns pela preocupação demonstrada para com todos os atletas: afinal, não é em todas as provas que vemos 'cantinhos saudáveis'; piscinas de gelo; e tantas ofertas aos participantes!!
O que gera o sucesso é realmente uma equipa que funciona!!















 Família feliz na chapa hahaha!! O Pedro também participou, e eu fui finisher por ter ficado sozinha com os miúdos hahahaha



2

Receita de Scones de Aveia

A 'invenção' é da minha mãe, mas partilho com vocês porque é muito saborosa é fácil de fazer (o Zé e a Pilar aprovam sempre)!

Ingredientes: 

7 c.sopa de farinha de aveia 
1 c.sopa de açúcar de côco
6 c.sopa de bebida vegetal (hoje de avelã)
2 ovos 
1 c.chá de fermento 

Misturar bem todos os ingredientes secos e depois adicionar a bebida vegetal. (Se a mistura tiver demasiado espessa podem acrescentar mais bebida). 
Colocar em forminhas para bolos e levar ao forno pré aquecido a temperatura média, por cerca de 10 minutos. 
Et voilá! 



0

Zé Pedro Golf + Mãe aflita

Só quem já me acompanha há algum tempo, tem percepção do custo que foi para o Zé se 'adaptar' ao desporto. Hoje diria, que devemos mesmo 'dar tempo, ao tempo'. Se calhar sempre o quis padronizar, e tentar encaixá-lo em perfis pré-estabelecidos que eu tinha!

Hoje digo-vos, ADORA desporto! Adora socializar, e nem precisa assim tanto do pai ou da mãe para dar 'a mãozinha'! Também já tem 6 anos, 6 anos e meio! Está um crescido. 

Aqui, em 2015, contei-vos um pouco sobre a sua primeira aula de golf. Entretanto também pratica karate, futebol, tem yoga e claro, continua a praticar golf! 

Pois, parece bastante, e exaustivo. Mas para vos 'descansar', ele apenas tem um treino de cada uma das modalidades por semana .. e competição, só faz no Golf. Ou seja, 2ª, 4ª, 5ª e Domingo não tem atividades desportivas! 

A verdade é que ele adora, e não há quem tente negociar a retirar de uma das atividades! Adora todos por igual ... 

Este fim de semana fomos ao Porto Santo acompanhá-lo no terceiro torneio do Circuito Regional de Golf!! Ele tem 'jeitinho para a coisa', concentra-se, treina, depois desconcentra-se e brinca, volta a concentrar-se e põe a bola no buraco!! Venceu o primeiro e o segundo torneio do circuito, então sentiu pela primeira vez, alguma pressão para vencer este terceiro... percebeu que podia vir a ser 'campeão'!

A mim já me estava a mexer com os 'nervos' vê-lo assim, nervoso pela primeira vez!! A competição era às 2h da tarde, e durante a manhã chegou a vestir e tirar a 'camisola de jogo' 3 vezes! Estava sempre a perguntar se o torneio já tinha começado... com medo de se atrasar! Foi uma aflição para mim e para o Pedro vê-lo naquele 'estado'!  Por mais que disséssemos 'não importa que ganhes... importa que te divirtas'; ele nem ouvia! Chegou a dizer: "preciso de me concentrar" :/

E lá foi.. começou o torneio! Correu 'mal'! 'Mal' para todos... para ele que não chegou a dar um sorriso que fosse; e para 'nós, os pais' porque estávamos aflitos, bastante aflitos por não poder fazer 'nada' para o acalmar!!
Mal acabou a última tacada, veio ter conosco... pediu-nos um 'abraço'! Nada típico dele... e rapidamente eu e o Pedro fizemos questão de lhe explicar que 'não tínhamos gostado' daquele torneio, não pelas tacadas... mas porque não o vimos rir!! Ele suspirou de alívio que tinha terminado.. e nós também!
No geral ele ficou em terceiro lugar naquele torneio, mas o suficiente para lhe dar pontuação para ser na mesma o vencedor do Circuito de Golf Júnior - Diário de Notícias, no Chip & Putt!!

Eu partilho com muito orgulho [até porque pode ele na vida nunca mais ganhar nenhum troféu do género]... partilho com alguma 'aflição', mas com muito orgulho!!
Ficar de 'fora' e vê-los crescer mexe comigo! 

Parabéns filho, por seres tão... tão Zé Pedro!

E por aí?! Alguém com dicas práticas de como acalmar os filhos (e os pais) nestas situações? Preciso urgente!







Aqui está o nosso campeão, ainda sem jeito ... a receber o seu prémio!! :D 



Logo que terminou a entrega de prémios ... foi a correr buscar uns chocolates (e a fugir de nós), e sentou-se sozinho numa cadeira de baloiço: como que a querer 'gerir' sozinho todas as emoções fortes do dia [e aproveitar o momento para comer 'chocolate'] 






Esta foto foi tirada na manhã. Fomos só eu e ele para a praia ... e foi o melhor do nosso dia :D



E a nossa lapa-cor-de-rosa também foi ao Porto Santo acompanhar o mano! :D 






0

#6 Crónicas da amamentação: a última!

A minha #lapacorderosa já tem 9 meses e 3 semanas (datas de mãe). Adora dançar o bailinho, cantar os parabéns, gatinhar a alta velocidade: pé, joelho, pé, joelho! Adora ia 'lalá' (sai à mãe) e é apaixonada pelo Zé ... apaixonada mesmo!! 

Come de tudoooo... (só não gosta nada de iogurte)! Aplico um método misto: sopas e papas caseiras com alimentos sólidos na forma natural, ou seja BLW! Dá gozo ve-la comer com as mãozinhas, para ela é um momento de diversão. Prefere comer os sólidos que as sopas, mas gosto sempre de ter sempre uma sopa feita!  

Ah e a amanentação! Penso que hoje há-de ser a última crónica de amamentação! Ela continua a ser uma lapa, sempre colada a mim, mas a amamentação está mesmo no fim. Desde que comecei a 'deixar' que fizesse biberão quando não estou, que a minha produção de leite reduziu imenso, ela também passou a preferir o biberão... e aos poucos, está a acabar a amamentação!! 

Vou ser sincera,  sinto um misto de nostalgia com leveza. Por um lado estou mais ‘livre’, tenho mais tempo para ser mãe do Zé Pedro - muito importante - uma vez que ambos já estavamos com muitas saudades um do outro.

Mas por outro lado (...) acabar com a amamentação custa tanto! Tenho pena que ela já não tenha mais esta ‘vacina’ diária... e que depois de tanto foco para que corresse tudo bem, já acabou!! Num ápice!! Tanto esforço para correr tudo bem, para se adaptar, para adormecer, para acalmar, tanta estratégia que usei para aumentar a produção de leite!! Tanta crónica!! #1, #2, #3, #4, #5  

E agora, ela agora aprende a ser mais independente sem mim! Acalma-se com abraços e colo (não mama)! Custa-me! Bastante... Mas enfim, está no fim!

Serve-me de consolo saber que ainda foram 9 meses e 3 semanas... o Zé foram 6 semanas! 

A mensagem que fica é a mesma: para quem pode e quer que tente e faça! É sem dúvida uma experiência 'de outro mundo' :D 





Já acompanha o mano nas corridas :D 



Eu sei que disse que nunca ia por uma foto a amamentar ... mas a minha amiga aprova esta! hehe 
É realmente um momento tão giro ... que é muito bom partilhar. 



0

#2 Parte: Então, o que posso comer afinal?

Dando seguimento ao post anterior... sabemos que a nutrição é uma ciência sempre em movimento. O que hoje parece ser válido, lá vem amanhã um estudo que mostra que 'afinal' não era bem assim! Mas a maior parte do que escrevi no post... é, infelizmente, verdadeiro e comprovado.

Os alimentos 'verdadeiros', não modificados, sem 'quê's' nenhuns... são efectivamente 'escassos' na oferta que temos hoje em dia.

E na prática, aquilo que escolhemos comer, não está só associado ao conteúdo nutricional, ou ao facto do alimento fazer 'bem ou não'... mas também à componente social, afetiva, cultural, socioeconómica e ao prazerrrr!
Em todo o lado há comida! E comida saborosa... comida que nos conforta, nos sacia e que nos une.

Mas calma lá ... não estou para aqui a dizer: "toca a comer o que sabe bem!!" Nada disso! haha

Até porque hoje em dia, o nosso cenário em saúde é dramático:

Cito Pedro Carrera Bastos que ainda ontem fez esta publicação no facebook acerca do assunto:



Na maioria dos países (desenvolvidos e subdesenvolvidos), há uma elevada incidência e prevalência de várias doenças crónicas não transmissíveis (ecnts), como a diabetes mellitus [1-13], a hipertensão [14-22], a doença das artérias coronárias [10, 23-29], o acidente vascular cerebral [26-31], vários tipos de cancro [32, 33], a osteoporose [34-40] e as doenças autoimunes [3, 12, 41-45]. e entre as principais causas de mortalidade prematura se encontram a diabetes, doença das artérias coronárias e o acidente vascular cerebral [46].
[...]
E quais as causas deste cenário?!? 
[...]
1) o grande aumento da prevalência de obesidade e excesso de peso  [...]
2) o típico padrão de dieta ocidental gorduras 
3) a inadequada exposição solar e deficiência de vitamina D 
4) o sedentarismo
5) as alterações dos ritmos circadianos e padrões de sono 
6) o tabagismo
7) o aumento da exposição a poluentes ambientais 
8) O stress psicológico crónico
9) várias alterações na microbiota

Mas qual o mecanismo que unifica todas as explicações apresentadas?

==>  inflamação crónica de baixo grau 
 [..]

Bem, traduzindo por outras palavras: estamos mesmo mais 'doentes' porque comemos mesmo 'mal', e ficamos todos 'inflamados'!  

OK Nádia ... Então o que é que posso comer??? 

Resposta rápida: 80/20

... 80% de alimentos que promovam saúde e no máximo 20% dos que não são saudáveis!

A natureza é sábia. O nosso corpo tem várias formas de metalizar e desintoxicar, desde que estes alimentos 'maus' não excedam os 20% da nossa alimentação. ... Mas não se esqueçam, precisamos mesmo de investir nos 80%. Escolher alimentos de qualidade, regionais, biológicos, com poucos ingredientes, evitar alimentos processados, não ingerir açúcar, etc. Pensem que todo o alimento saudável que escolhem deve ter uma função positiva no nosso corpo. Se não tiver, não precisamos dele!

Claro que estou a falar com base num indivíduo saudável! Há patologias que requerem cuidados nutricionais bastante específicos (por exemplo, não convém dar glúten a um celíaco).

Na verdade, o ideal, ideal, ainda está para vir: uma análise genética a cada um de nós, que trace o perfil alimentar individual. Mas sem essa opção.. o mais fácil é fazermos as nossas experiências, e vermos o que funciona melhor com cada um de nós!

Tenho pacientes que sentem-se mal quando comem: alface. Outros que têm mais dificuldade em perder peso se comerem mais pão! Uns que preferem mais doses de HC ao jantar! Uns que detestam frutos secos, mesmo sabendo que fazem muito bem... Enfim, acho que nunca fiz um plano alimentar igual ao outro! Não há como serem iguais.

Pensem comigo: todos vamos ter de comer até ao final das nossas vidas, certo?!
Se associarmos sempre o comer: à culpa, ao medo, a terrorismo, podemos ter a certeza que a nossa saúde emocional será afectada... e isto de certezinha que se há de refletir na nossa saúde!

É muito importante o consenso, os estudos científicos, e informação de qualidade... Mas se é importante consenso, é mais importante ainda BOM SENSO, e a adaptação a cada caso!

A nutricionista,
Nádia Brazão

PS* [Se têm muitas dúvidas, ou dificuldades, procurem ajuda, ajuda de qualidade. Duvidem quando vos oferecem alimentos 'embalados', processados ou nem vos falem em alimentos biológicos!]










0

#1 Então... e o que podemos comer afinal??

Como podem imaginar, muitas dúvidas batem-me à porta todos os dias: no consultório, no facebook, no instagram! Este é o meu dia-a-dia... a informação é muita, mas a informação pertinente e fundamentada deve ser bem estudada! Mas...  Vivemos a era de um certo 'terrorismo nutricional'.

Ora vejam se me entendem...

Hidratos de carbono, engordam! Mas se eu cortar os HC, obviamente vou ter de consumir muita proteína e gordura ...

Mas:

O excesso de proteínas parece reduzir a esperança média de vida, contribui para uma alteração na flora intestinal (chamada disbiose intestinal), parece aumentar o risco de cálculos renais e eliminir algum cálcio do nosso organismo.

O excesso de gordura, principalmente saturada e/ou hidrogenada, parece aumentar a permeabilidade intestinal, provocando inflamação (ativação de factores inflamatórios), sobrecarga ao fígado, e resistência à insulina!

E ainda:

O glúten 'faz mal', a água tem xenobióticos (assim como a maquilhagem e os desodorizantes), as frutas têm pesticidas e herbicidas, têm frutose também e o excesso de frutose engorda e aumenta a gordura no fígado ...
Ah, já para não falar dos solos estão que estão 'desnutridos', então é preciso suplementar a nossa dieta!

Os produtos industrializados, ui, esses nem pensar!! Estão cheios de veneno!

O açúcar, outro para esquecer, tem elevada carga glicémica, inflama e reduz a esperança média de vida!

O leite, é outro 'veneno' cheio de hormonas (e pode conter formol). O iogurte probiótico parece não ser assim tão interessante, porque os lactobacillus 'morrem' na prateleira do supermercado.

O omega 3 é fundamental suplementar, porque não consumimos peixe suficiente, ahh... e já agora falando no peixe: está cheio de metais pesados!

A carne vermelha está associada à diminuição da esperança média de vida e de cancro no cólon... Mas bom bom, era deixar de comer carnes, pela pegada verde!
Mas aí os vegetarianos teriam de comer mais feijões... ah mas os feijões chegaram há 10.000 anos (só) e agora devemos fazer uma alimentação paleolitica!!

Bem... o ideal seria fazer JEJUM! É isso, o jejum é que faz bem ... mas, o jejum vai dar fome... e vou começar a comer tudo o que está escrito acima!!

Continuam confusos... muito disto é verdade; e o que parece é que não é fácil sermos 'humanos' e termos de apenas comer 'comida'!!

(No proximo post... vou vos dar uma sugestão)




0

Desafio 'Food Rev Day'

Ora bem, tal como prometido, venho-vos trazer umas dicas para nos facilitar na adesão do desafio deste fim de semana #FoodRevDay organizado pela OrganicA!! 3 Dias sem alimentos processados!! Parece difícil?! Não é ...

O que posso garantir?! Que vamos ter o fim de semana mais saudável de SEMPRE!!!! hehe

Começando pelo início:

#O que são alimentos processados?! 

São alimentos que não provêm diretamente da natureza e que, de alguma forma, sofreram manipulação por parte do homem. São aquilo a que chamamos de alimentos industrializados (passaram a ser produtos alimentares em vez de alimentos).

Apareceram para nos 'facilitar a vida', mas acabam por ter muitos ingredientes artificiais: corantes, adoçantes, estabilizadores, emulsionantes - o que permite que tenham mais 'tempo de prateleira' e sejam mais apelativos ao consumidor (visivelmente e financeiramente). Mass ... têm muito açúcar, sal e gorduras trans e/ou hidrogenadas ... e aí é que está o verdadeiro problema: desconforto gastrointestinal, excesso de peso, obesidade, diabetes, cancro, doenças auto-imunes... enfim, o consumo sistemático e prolongado destes alimentos leva-nos a ficarmos mais 'doentes'!!

Mas nem todo o produto processado é mau, assim como nem todo o alimento natural é bom. Então vou-vos mostrar este infográfico para terem noção de que existem vários tipos de processamento:




Feitas as explicações... neste desafio o objetivo é mesmo retirar por completo os alimentos processados e ultraprocessados: se quiserem processar podem, mas lá por casa!! :D

Preparei-vos aqui uma 'listagem' dos alimentos que vamos poder usar para as nossas receitas deste fim de semana ... :D





Nota: * Brigalhó é um tubérculo típico do Curral das Freiras ... e este fim de semana podem passar por lá, porque vai haver imenso :D :D




0
Back to Top